Publicado em

Diferença entre as chapas de drywall

Slide41

As placas de gesso acartonado, ou drywall, é um produto amplamente utilizado em projetos e reformas de paredes, forros, acabamentos, principalmente, por sua versatilidade e rapidez na instalação.

Mas, o que muitos não sabem, que para cada ambiente existe um tipo de placa que deve ser usada. Para as áreas úmidas, por exemplo, existe um tipo específico. É o que iremos explicar em detalhes abaixo

Diferenças entre chapa branca, verde e rosa

download

Para que as chapas de drywall cumpram melhor desempenho nas diferentes áreas, há algumas versões do sistema.

Placa de gesso branca (ST)

25det-600x600

Essa variedade de placa é a mais básica, ou standard. Ela é amplamente empregada em forros e paredes de ambientes secos. Esta é a tradicional chapa branca (uso geral), usada geralmente em ambientes não úmidos, como quartos, salas e escritório. Pode ser usada como divisória, para nichos e como forro também, o chamado forro acartonado.

 

 

 

 

Placa de gesso verde (RU)

chapa_de_gesso_resistente_a_umidade_verde_1_20x1_80m_knauf_87553830_0001_600x600Já o modelo verde deve ser instalado em ambientes úmidos como banheiros, cozinhas e áreas de serviço, pois contém elementos hidrofugantes, uma espécie de impermeabilizante.

Nesse tipo de placa, encontra-se silicone e aditivos fungicidas misturados ao gesso, o que permite a aplicação em áreas úmidas.

 

 

 

 

 

Placa de gesso vermelha (RF)

chapa_de_gesso_resistente_ao_fogo_rosa_1_20x2_40m_knauf_88458902_0001_600x600A versão rosa possui retardantes de chama em sua fórmula e, portanto, a sua utilização é recomendada para áreas especiais. Este tipo de placa conta com a presença de fibra de vidro em sua fórmula, o que garante uma maior resistência ao calor e ao fogo. Por isso, são bastante indicadas para escadas enclausuradas, saídas de emergência e áreas com risco de incêndio.

 

 

 

 

O drywall também permite uma construção sem ruídos e conta com os benefícios de ser versátil, já que pode ser instalado em qualquer cômodo, e ainda contribuir para o ganho de espaço, pois é uma parede mais fina.

Paredes feitas com sistema drywall exigem menos esforço físico, do que paredes feitas em alvejaria, pois o material é leve e de fácil manuseio.

Para mais informações e pedido de orçamento fale conosco pelo nosso chat abaixo

Publicado em

Isolamento acústico: quando e como utilizar

sala-com-drywall

O objetivo do isolamento acústico é barrar a entrada e/ou saída dos ruídos entre cômodos de um edifício.

Há casos em que o sistema de isolamento acústico colabora não com a entrada dos ruídos externos, mas sim com a saída do som interno. Um exemplo são as casas noturnas ou bares, onde o som produzido tem alto impacto na vizinhança em zonas residenciais. Essa preocupação deve estar presente quando for projetar:
– Indústrias;
– Hospitais;
– Estádios;
– Cinemas;
– Teatros;
– Bares;
– Restaurantes;
– Casas de show;
– Casas noturnas;
– Academias;
– Igrejas.

drywall-hospital

Dentro dos edifícios há recintos que precisam de mais privacidade ou que apresentam maiores ruídos internos, é o caso de ambientes como:
– Salas de reuniões;
– Estúdios de gravação;
– Consultórios Médicos;
– Salas de aula;
– Brinquedoteca;
– Salas para aulas de dança;
– Salas para aulas de música;
Home- theaters;

estudio-drywall

Forros acústicos

São de fácil instalação e manutenção e colaboram com a melhoria da qualidade do som e reduzem a transmissão de ruídos através do teto.

Sistema drywall   

O sistema colabora com o isolamento acústico de ambientes, pois pode ser preenchido com lã de vidro, por exemplo, que além de ótimo desempenho acústico, também possui propriedades que auxiliam no conforto térmico.

Rapidez e limpeza na montagem e em reformas         
A montagem de uma parede divisória demora entre 24 e 48 horas. Se a necessidade for de reparos no sistema hidráulico como um vazamento, por exemplo, um profissional especializado é capaz de realizar o trabalho em apenas um dia.

Liberdade de design e acabamento
Os sistemas drywall permitem soluções criativas, como a instalação de paredes curvas, recortes para iluminação embutida, nichos decorativos, etc. Além disso, podem ser revestidos com qualquer tipo de acabamento.

Precisão e ganho de área útil
Os sistemas drywall são precisos nas suas medidas e proporcionam uma qualidade de acabamento superficial única, perfeitamente lisa. Por resultar paredes mais estreitas, há um ganho de aproximadamente 5% na área útil interna.

Praticidade
Atualmente, há placas de drywall desenvolvidas para atender especialmente ambientes úmidos e também placas com resistência ao fogo.

Fonte: archdaily

Foto divulgação/internet

Para mais informações ligue (11) 2595-4700 ou deixe seu pedido de orçamento com nome, telefone e  e-mail no CHAT abaixo que em breve retornaremos

Publicado em

Molduras de gesso dão versatilidade a projetos de iluminação

sanca-de-gesso-35

Em tetos rebaixados ou desenhos alternativos, recurso permite usar luzes embutidas de diversos modos

As molduras de gesso, também conhecidas como sancas, têm sido muito usadas pelos arquitetos por abrirem inúmeras possibilidades ao uso de luzes embutidas. Engana-se quem imagina que esse recurso é restrito a ambientes com pé-direito alto. Pode ser usado mesmo em cômodos que tenham a altura mínima exigida pelas normas brasileiras (2,5 m em áreas sociais e 2,3 m para banheiros).

 

sanca-de-gesso-35
As molduras de gesso, também chamadas de sanca, são comuns em cômodos com pé-direito alto, mas podem ser usados também em lugares com teto baixo

O modo mais comum de usar o material é rebaixando o teto, dispondo as lâmpadas de acordo com o projeto de iluminação. A moldura de gesso pode assumir diferentes desenhos–regulares, mais comuns, ou arredondados e irregulares.

O mais adequado é deixar um espaço de 15 cm entre o forro e a sanca, o necessário para que a iluminação possa ser instalada – esse trabalho é mais fácil quando o pé-direito é maior, mas pode ser feito em outras situações.

O gesso rebaixado – mais encontrado nas áreas sociais, como sala, varanda e corredor – pode ficar no centro do teto ou encostado a uma ou até às quatro paredes do cômodo.

Uma alternativa é fazer uma estrutura embutida no forro, ou, pelo menos, que dê essa impressão. É o caso do rasgo no gesso ou sanca invertida, presente em áreas como cozinhas e banheiros. A diferença em relação à técnica convencional é que todo o teto é feito de gesso e deixa-se um espaço central que imita uma claraboia (o tal “rasgo”), de 15 cm de profundidade. Nessa abertura são instaladas duas fitas de LED que oferecem luz indireta e forte, a mais apropriada para esse tipo de ambiente.

cedgesso3Além disso, o gesso pode ser usado para fazer um cortineiro iluminado: o trilho da cortina é escondido por uma “saia” de gesso com iluminação de LED embutida. Isso evita que o tecido pegue fogo e oferece durabilidade ao projeto de iluminação. A iluminação da cortina dá um quê etéreo ao cômodo. O recurso vai bem em todos os ambientes, embora seja mais presente em salas e varandas.

Os tipos de gesso também devem ser levados em conta. Há dois: o gesso acartonado, de instalação mais fácil e rápida, mas um pouco mais caro, e o gesso de plaquinha, mais barato e mais fácil de nivelar

Para mais informações ligue (11) 2595-4700 ou deixe seu pedido de orçamento em nosso CHAT logo abaixo, em breve retornaremos!!! 🙂 🙂


Fonte: site terra

foto divulgação/internet

Publicado em

Vantagens e aplicações do drywall

1-5dry-wall-2

 

Vantagens e aplicações do drywall

São muitas as vantagens e aplicações do drywall – use sempre os serviços de um profissional especializado para obter os melhores resultados.

Veja abaixo as vantagens e aplicações

Rapidez e limpeza na montagem – Uma parede, um forro ou um revestimento em drywall é executado com muita rapidez e gera muito pouco entulho. Por exemplo, a montagem de uma parede divisória para a criação de um novo ambiente em uma casa ou apartamento demora apenas 24 a 48 horas. Nesse prazo, a parede estará pronta, com porta, tomadas e interruptores instalados, pronta para receber a pintura final.

Reformas fáceis – Em razão da rapidez e da limpeza na montagem dos sistemas drywall, reformar um imóvel ficou muito mais simples. E os sistemas drywall permitem soluções criativas, como uso de curvas, recortes para iluminação embutida e muito mais.

Manutenção e reparos – A mesma vantagem de rapidez e limpeza está presente na hora de se consertar um vazamento de água, por exemplo. Nesse caso, basta fazer com um serrote de ponta um pequeno recorte na chapa da parede, suficiente para permitir o conserto do encanamento, e depois fechar a parede com o mesmo pedaço de chapa. Um profissional especializado executa esse tipo de serviço em apenas um dia, sem o tradicional quebra-quebra das paredes comuns de tijolos ou blocos.

Precisão e qualidade de acabamento – Os sistemas drywall são precisos nas suas medidas e proporcionam uma qualidade de acabamento superficial única, perfeitamente lisa. Além disso, os sistemas drywall aceitam qualquer tipo de acabamento: pintura, textura, azulejos, pastilhas, mármore, granito, papel de parede, lambris de madeira, etc.

Isolamento de ruídos – Os sistemas drywall isolam melhor os sons e contribuem para tornar os ambientes mais confortáveis no que se refere à transmissão de ruídos.

Ganho de área útil – Como as paredes drywall são mais estreitas do que as de blocos ou tijolos, há um ganho na área útil. Esse ganho é de 5% aproximadamente. Por exemplo: em um apartamento de 100 m2, o ganho será de 5 m2, equivalente a 10 metros frontais de armários embutidos.

Fonte: site drywall.com.br

Foto: retirada da internet


Para mais informações ligue ou deixe seu pedido de orçamento no formulário abaixo que nós retornaremos!! 🙂